Pular para o conteúdo principal

5 erros que você deve evitar na organização da sua cozinha


5 erros que você deve evitar na cozinha

Está cansada de ver o armário todo bagunçado? Se você tem mais itens que espaço, os armários estão sempre entulhados ou objetos caem ao abrir a porta, você precisa assumir esses erros e aprender a resolvê-los. ;)




  1. Arrumar e não organizar
  2. Guardar achando quando vai precisar um dia
  3. Organizar por critério de estética e não de funcionalidade
  4. Não fazer um plano de organização
  5. Apertar ou empilhar objetos no armário



Você sabe quais são os erros mais comuns na organização da cozinha? Saber disso é tão essencial quanto saber dos acertos. Por isso, vamos te ensinar o que você deve EVITAR para ter uma cozinha prática, funcional e muito charmosa:
Não vai deixar pra ler depois, né? Nós garantimos que você precisa resolver esses 5 erros pra nunca mais se preocupar com a bagunça na cozinha ;)

1. Arrumar e não organizar

Sabe quando você pede para alguém varrer a casa e depois encontra a famosa “sujeirinha embaixo do tapete”? Primeiro que ninguém vai conseguir organizar um ambiente da sua casa de maneira 100% satisfatória - mesmo a arrumação é um processo pessoal - mas quando você dá aquela geral para que o cômodo fique rapidamente agradável em termos de aparência, isso é ARRUMAR. Já ORGANIZAR passa por um processo intenso, que consiste em tirar tudo do lugar e ajeitar do zero, descartando o que não serve mais, mantendo apenas o que tem utilidade e gerenciando novos locais para armazenamento.
Conhecer a diferença entre arrumar e organizar é o primeiro passo para nunca mais cometer erros nessa tarefa. Quando você fica arrumando em cima de arrumações anteriores, acaba colocando cada vez mais coisas nos armários e a bagunça nunca acaba por completo - pior: ela volta rapidinho!
Por isso, você inicialmente precisa realizar o ciclo completo da organização para depois arrumar os itens no dia-a-dia, como uma ação complementar:
  • Comece pelo descarte: mantenha somente o que te faz feliz (método KonMari) ou tem extrema utilidade na sua rotina e direcione os outros itens que devem ser doados ou descartados. Seja consistente para não mandar o seu esforço todo por água abaixo - é hora de desapegar dos vários jogos de panela para manter somente o que você usa.
  • Estude a sua rotina de uso: nem sempre nós colocamos as coisas nos lugares mais adequados, por isso tente se desprender da sua arrumação atual para fazer um novo gerenciamento do espaço. Pense sobre os locais mais práticos para organizar cada objeto.
  • Planeje os espaços: mesmo que você tenha decidido organizar as tampas dentro do armário, por exemplo, você ainda precisa gerenciar o espaço interno. Ou seja, decidir qual prateleira é a mais adequada, quais objetos ficarão agrupados etc.

2. Guardar achando que vai precisar um dia

Essa é a fase de reconhecer seus apegos e maus hábitos para transformá-los. Você já sabe que arrumar significa apenas mudar os objetos de lugar (do escorredor para o armário, por exemplo), enquanto organizar significa abrir mão do que você tem em excesso, manter o estritamente necessário, estudar a rotina e gerenciar espaços. Ou seja, é primordial que você descarte objetos.
É comum ficar com uma sensação de perda quando você se depara com um item e automaticamente seu cérebro manda o gatilho: “e se eu precisar no futuro?”. Se você não se lembrar da última vez que usou ou não conseguir citar uma ocasião futura concreta em que o objeto poderá ser útil: é um erro continuar guardando! O objeto só vai ocupar espaço e você provavelmente nunca usará.

3. Organizar por critério de estética e não de funcionalidade

É claro que uma cozinha toda organizada esteticamente é o que todos desejamos! Mas você já parou para pensar se essa disposição dos objetos é funcional para o seu dia-dia?
Como comentamos no Passo 1 - Estude a sua rotina deste post, você precisa mudar os critérios que usa para organizar - decorar também é criar um padrão organizado dos objetos de maneira personalizada, ou seja, de acordo com seus hábitos! Não adianta, por exemplo, deixar seu liquidificador lá em cima do armário se você o utiliza todos os dias.

4. Não fazer um plano de organização

Para complementar o tópico anterior, você vai errar feio na organização se não tiver um plano na cabeça. Organizar parece simples, mas para realmente funcionar você precisa parar e pensar onde as coisas ficarão melhores e mais acessíveis para você e sua rotina.

5. Apertar ou empilhar objetos no armário

Digamos que você nem tenha jogado as coisas dentro do armário, mas que tenha “organizado” em pilhas para caber. Só até aqui, você já deveria voltar para o Passo 1 deste guia prático e se desfazer dos objetos que tem em excesso, mas vamos supor que ficou tudo bonito, um pote dentro do outro. Mas e na hora que você precisar usar? E se você estiver com pressa?
É nesse momento que essa organização provisória vai por água abaixo, afinal, para pegar um recipiente que está no fundo, você irá acabar bagunçando todo o resto. Por isso, se você tiver mais objetos do que o espaço disponível, faça uma análise crítica do que realmente é necessário e recorra a alternativas, como organizadores para otimizar espaços.

Comentários

DIGITE SEU EMAIL PARA RECEBER CONTEÚDOS EXCLUSIVOS!

Aramado.com - Dicas de Organização e Decoração

Um refúgio para todos que desejam uma casa mais completa, prática e organizada.